A tal Auriculoterapia

 

Em nosso pavilhão auricular temos diversos pontos que representam órgãos e regiões do corpo humano, um microssistema que representa o macrossistema. Através da aplicação de variados estímulos nesses pontos conseguimos ativar o processo de auto cura do organismo.

Breve História:

A Auriculoterapia como tratamento remonta à antiguidade, muitas culturas em tempos variados desenvolveram formas de trabalhar os pontos encontrados nas orelhas.

Existem relatos de sua utilização na China antiga, no Egito, na Turquia, na Grécia com Hipócrates, o povo Inca, Asteca e algumas tribos Africanas.

Na Europa do século XVII foi muito utilizada para analgesia, sua aplicação foi feita sobre a forma de cauterização de alguns pontos referentes às dores dos pacientes, após o procedimento que devia ser muito doloroso, as queixas de dores no corpo sumiam.

No início da década de 50 do século XX, o Dr. Paul Nogier recebia em seu consultório pacientes que apresentavam uma cauterização na orelha feita por uma curandeira de Marselha, com o propósito de aliviar as dores causadas por uma nevralgia ciática.

Dr. Paul Noguier

Dr. Paul Noguier

Curioso com o fato, ele então aplica o mesmo procedimento em seus pacientes, e percebe os ótimos resultados que a técnica proporcionava.

Tempos depois o Dr. Nogier começa a fazer estudos mais profundos sobre a técnica e muda a forma de aplicação que passa a ser feita por agulhas ou sementes de mostarda.

Identifica na região da anti hélix toda a coluna, porém a representação da coluna está invertida, de cabeça para baixo, disso surge a Teoria do Feto Invertido que revolucionou o desenvolvimento da Auriculoterapia.

auriculoterapia-final

Foram identificados diversos pontos a partir da teoria do feto invertido, médicos da medicina chinesa vieram para uma troca de conhecimentos sobre a Auriculoterapia, enriquecendo ainda mais a técnica.

A técnica é reconhecida e bem aceita hoje por seu inegável embasamento científico, e o Dr. Paul Nogier é considerado o Pai da Auriculoterapia Moderna, ou Auriculoterapia Francesa.

Como funciona a Auriculoterapia:

Cada ponto auricular é uma terminação nervosa, o estimulo exercido sobre ele percorre os ramos nervosos ate o tronco cerebral, que em seguida é encaminhado ao córtex cerebral, e lá, é identificada a área onde estamos tratando.

O córtex envia uma mensagem para glândula pituitária e em seguida são liberadas as substâncias responsáveis para ativação do potencial de auto cura para os órgãos ou regiões que estão sendo tratados.

Substâncias Liberadas:

  • Endorfina = neurotransmissor que alivia as dores.
  • Serotonina = neurotransmissor que é usado em situações de ansiedade e etc (hormônio do bem estar)
  • Histamina = neurotransmissor que auxilia as funções intestinais.
  • Prostaglandinas = são derivados de ácidos graxos tem ação antiinflamatória e imunológica.

Perceba que temos uma farmácia interna em nosso organismo, cada substancia promove um efeito intenso e específico, o que nos possibilita alcançar o estado de homeostase da saúde, física, mental ou emocional.

Indicações:

  • Analgesia
  • Problemas musculoesqueléticos
  • Problemas Hormonais
  • Sintomas associados à menopausa
  • Problemas menstruais (TPM)
  • Bem Estar Físico e Mental
  • Combate a Depressão
  • Combate a Ansiedade
  • Auxilia no Emagrecimento
  • Entre outros…

Como-realizar-um-sonho-possível

Por essa razão a Auriculoterapia é considerada uma Técnica Holística, pois além da representação de todo o corpo encontrado no pavilhão auricular, seus efeitos promovem benefícios nos diferentes níveis do ser.

Em meus pacientes costumo utilizar a Auriculoterapia tanto para dores ortopédicas quanto para dores emocionais, e percebo que os resultados são mais intensos e rápidos. Sem duvida concluo este artigo afirmando que, essa técnica é uma ótima e confiável ferramenta de cura.

 

 

 

Be the first to comment on "A tal Auriculoterapia"

Deixe uma resposta